Tratamento clínico

Em diversos casos, a endometriose pode ser combatida por vias não cirúrgicas, como por tratamentos hormonais, DIU, implantes medicados e pílulas, por exemplo. É o que chamamos de tratamentos clínicos.

A endometriose é uma doença crônica. Por isso, o tratamento clínico não tem o objetivo de curar e sim reduzir os sintomas e efeitos negativos da doença. Isso pode ser feito de duas formas:  diminuindo a produção hormonal que intensifica os sintomas ou diminuindo os efeitos dos hormônios nas lesões causadas pela endometriose.

O tratamento clínico geralmente é feito por medicamentos que inibem a produção de estrogênio pelos ovários. As principais medicações são os anticoncepcionais orais, o DIU medicado com progesterona, os análogos do GnRH, o danazol e os inibidores da aromastase.