A diretora da Fertilcare, Dra. Carla Martins e a advogada Tais Maia, falaram à Rádio Web sobre a tendência de anunciar nas redes sociais a barriga de aluguel – ou gestação por substituição – com fins lucrativos, prática que tem sido crescente. Para se ter uma ideia, existem grupos no Facebook que somam 3,3 mil membros com anúncios de R$ 15 mil a mais de R$ 100 mil, além de despesas com a gravidez.

Cabe destacar que a prática pode ser considerada crime no Brasil. A entrevista à Rádio Web foi acessada por 148 rádios parceiras em todo o País. Ouça:

 

Notícias relacionadas